quinta-feira, 14 de junho de 2012

Novamente temos notícias sobre os benefícios da música!


      No Caderno Saúde do Jornal da Tarde de segunda-feira pp  

    Olha aí, carríssimos leitores. Que reportagem importante! A música cumprindo seu papel tão significativo entre as pessoas. Precisamos divulgar... NNotícia boa  que faz crescer a esperança da humanidade é pra ser passada pra frente, não é?
  
    "Desde que o marido passou a receber tratamento em casa, sua esposa usa o recurso da música para despertar os sentidos dele ou para acalmá-lo, dependendo da situação. A música passou a ser o instrumento que o conecta à realidade. Ela sabe utilizar os recursos da música porque faz parte do grupo de cuidadores treinados em musicoterapia do Grupo Hospitalar Santa Celina."

     Leiam na íntegra. E repassem...
     Algumas dicas para usar a música constantes no artigo:

     "É preciso fica atento às reações do paciente: caso ele pareça estar muito
 agitado, vale tentar uma música calma como alternativa. Se ele estiver triste
 ou distante, escolha núsicas mais alegres e agitadas."

    "Busque músicas que tenham relação com partes importantes e alegre da
 história de vida do paciente, de modo que possam trazer boas lembranças."

     "Evite músicas que sejam reconhecidamente tristes ou muito melancólicas, já que muitas pessoas acamadas podem sofrer também com quadros depressivos."

     "Deixe o paciente em contato com os sons naturais de sua casa: ouvir o neto
 brincando com os carrinhos no quarto ao lado, por exemplo, ou escutar o
 barulho do almoço sendo preparado na cozinha faz com que o doente sinta-se
 mais integrado com o ambiente que o cerca."

     "Por outro lado, tome cuidado com a exposição à poluição sonora. Alguns tipos de sons da rua ou de televisão em volume alto podem provocar irritação."

      Até a próxima, amigos